Saiba mais
Idioma
Menu
Menu
Idioma

INL desenvolve técnica para adicionar ômega-3 aos alimentos sem comprometer sabor

24 ABR 2020 - 00H00 | ATUALIZADA EM 24 ABR 2020 - 16H06

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) desenvolveu uma nova técnica para a adição de ómega-3 nos alimentos.

A investigação veio resolver um problema para a indústria alimentar, que “tem vindo a aumentar o interesse no enriquecimento de alimentos com ácidos gordos essenciais ómega-3”. No entanto, a adição destes compostos aos produtos alimentares tem demonstrado uma “elevada taxa de oxidação dos mesmos, que acaba por afetar a qualidade dos alimentos e promove o desenvolvimento de propriedades organoléticas negativas que contribuem para reduzir a aceitação pelos consumidores”, dá conta o INL em comunicado.

Para solucionar o problema, os investigadores do grupo de processamento alimentar do laboratório recorreram à encapsulação do ómega-3 através do método de nano-emulsificação com lactoferrina, uma proteína do leite, como surfactante natural.

“Esta abordagem demonstra a capacidade de encapsulamento à nano-escala como uma forma eficaz e segura de fornecer ómega-3 ao organismo humano, bem como a possibilidade de utilizar esta técnica para encapsular diferentes compostos bioativos lipofílicos”, explica.

O artigo com as conclusões desta investigação acaba de ser publicado e foi capa da edição de março da Food & Function, uma revista científica da Royal Society of Chemistry, no Reino Unido.

Fonte: Hiper Super