Saiba mais
Idioma
Menu
Menu
Idioma

Com investimentos na área de espectroscopia, Metrohm espera crescimento acima da média em 2019

26 MAR 2019 - 00H00 | ATUALIZADA EM 26 MAR 2019 - 12H32

Março, 2019

A coluna mensal ‘Conversa com o Mercado’ tem como objetivo trazer os mais recentes investimentos e movimentações do setor, aumentando o conhecimento sobre os concorrentes, especulações de mercado e ações das principais companhias.

Este mês apresentamos Sandro Barrionuevo, gerente nacional de vendas da Metrohm Brasil. A empresa se desenvolveu apoiada nas áreas de titulação potenciométrica e Karl Fischer sendo pioneira em diversos recursos e aplicações. Nas últimas décadas a Metrohm tem se desenvolvido em cromatografia de íons e na área de eletroquímica.

Sandro Barrionuevo

Formado em Química Tecnológica pela UNESP, o executivo atua desde 2002 na Metrohm, tendo iniciado sua carreira como especialista de aplicação e em seguida passando por gerente de produto, gerente de marketing, gerente de representantes da América Latina e hoje ocupa o cargo de gerente nacional de vendas.

Entrevista

Como foi o ano de 2018 para a Metrohm? Registraram crescimento? De quanto (%)?
No ano de 2018 tivemos um crescimento importante e significativo pois o país passou por muitos desafios como alta do câmbio e eleições presidenciais que, inevitavelmente, trouxeram muita insegurança ao mercado. Foi um ano difícil, mas ficamos muito satisfeitos com o resultado obtido.

O que esperam de 2019? Possuem novos projetos em vista ou áreas que estão mais propensos a explorar?
Nos últimos anos a Metrohm tem investido muito na área de espectroscopia, mais especificamente NIR e Raman. No Brasil essas linhas têm tido um crescimento acima da média e em 2019 esperamos uma continuidade dessa evolução devido aos benefícios que essas técnicas trazem somados ao suporte pós-venda de destaque ao qual a Metrohm se propõe a prestar ao seu cliente. Teremos também uma novidade em titulação potenciométrica e Karl Fischer, pois a linha OMNIS, a mais recente inovação da Metrohm, estará disponível também para a indústria farmacêutica com o lançamento dos recursos CFR 21 parte 11.

Qual o carro chefe da Metrohm?
Desde sua fundação em 1943, a Metrohm se desenvolveu apoiada nas áreas de titulação potenciométrica e Karl Fischer, sendo pioneira em diversos recursos e aplicações. Nas últimas décadas a Metrohm tem se desenvolvido muito em cromatografia de íons e na área de eletroquímica. Essas são as principais áreas da Metrohm onde possuímos a liderança de mercado e nos empenhamos para ser a marca que nossos clientes prefiram adquirir.

Dentro dos mercados atuantes, qual a importância da química analítica para o desenvolvimento desses setores?
A química analítica é muito abrangente e está presente em diversos segmentos de mercado desde a exploração de petróleo, passando pela indústria de alimentos, medicamentos, controle de efluentes, entre muitos outros. A contribuição da química analítica é de extrema importância, seja na pesquisa de novos produtos, na melhoria de processos de produção e também no controle de qualidade. Para alguns, pode não ser nítida a presença da química analítica em nosso dia a dia, mas desde a análise da água que bebemos, do ar que respiramos, do solo e dos alimentos que consumimos, tudo passa mandatoriamente por um controle de qualidade e medição onde a química analítica possui um papel de destaque.

Como avaliam o mercado de química analítica no Brasil? O que podemos avançar?
É interessante notar que a mentalidade de muitas indústrias no Brasil tem se modernizado e tem passado a ver o laboratório, seja de controle de qualidade ou pesquisa, como um investimento e não apenas como uma área geradora de despesa. O investimento em um laboratório deve ser priorizado pois através dele, com o emprego da química analítica, é possível garantir produtos de melhor qualidade, dentro de especificações e normas, certificar a qualidade de efluentes, etc. Notamos também um grande avanço na preocupação com a capacitação do pessoal que trabalha no laboratório. Não adianta possuir os equipamentos mais modernos e a melhor estrutura se não houver investimento na capacitação e no desenvolvimento técnico de quem opera esses equipamentos.

Quais as principais soluções oferecidas pela Metrohm?
A Metrohm possui em seu portfólio diversas técnicas analíticas como medição de pH e condutividade, titulação potenciométirca e Karl Fischer, cromatografia de íons, eletroquímica e espectroscopia NIR e Raman e, como destaque, oferecemos a Garantia de Aplicação onde garantimos que o equipamento adquirido pelo cliente irá funcionar para a aplicação em questão e para isso o cliente tem a sua disposição uma equipe técnica grande e especializada para a instalação, treinamento dos usuários, dúvidas de aplicação, manutenções preventivas e corretivas e suporte pós-instalação.

Destacam tendências no setor de química analítica que vale a pena ficar de olho?
Uma área que vem ganhando destaque é a de análises em processo. Para muitas indústrias, ter um tempo de resposta rápido sobre a qualidade de seus produtos durante o processo de produção tem se tornado um fator de sucesso para a garantia da qualidade e correção de eventuais desvios. Temos notado um interesse cada vez maior do mercado nesse tipo de equipamento que fornece informação rápida, permitindo tomadas de decisão mais eficazes principalmente com a técnica NIR onde não há uso de reagentes, não há descartes e o tempo de resposta é de poucos segundos.

Atuam em outros países? Como é a representatividade do Brasil frente a estes outros mercados?
A Metrohm é uma fundação com sede na cidade de Herisau, Suíça, e está presente em mais de 80 países. Ela não possui ações em bolsa de valores e não pode ser comprada ou vendida. Isso garante aos nossos clientes e colaboradores uma estabilidade diferenciada no mercado, pois quando há uma aquisição, fusão, etc. fica sempre a dúvida de como será a nova estrutura, principalmente no suporte pós-venda, pois muitas empresas enxergam essa área como custo, o que definitivamente não é a mentalidade da Metrohm. Com essa estratégia de empresa estável e sólida asseguramos ao cliente a certeza de que ao adquirir um equipamento hoje, estaremos de prontidão para prestar todo apoio e suporte que ele precisar seja daqui um, cinco, vinte anos ou mais.

Outro fato curioso a respeito da Metrohm é que, por estatuto, seus produtos devem ser fabricados na Suíça e sua produção não pode ser transferida para outros países, algo que tem se tornado muito comum na busca por custos mais baixos, o que pode ser arriscado devido à possível perda de qualidade. Isso garante ao nosso cliente a mais alta qualidade e precisão em nossos equipamentos.O Brasil possui uma grande importância para a Metrohm por ser um dos países mais significativos nos números e por ser o centro de suporte dos distribuidores Metrohm na América Latina.

Pretendem realizar investimentos esse ano? Abrir novas fábricas ou escritórios?
Recentemente tivemos a duplicação de nossa estrutura na cidade de São Paulo com mais laboratórios, mais salas de treinamento, maior espaço para escritórios e maior estoque. Foi um investimento pensando no bem-estar e conforto de nossos colaboradores e dos clientes que nos visitam para treinamentos e para conhecer nossos produtos. Durante a crise econômica e política que ainda atravessamos, muitas empresas deixaram o país, mas a Metrohm, pensando a longo prazo, investiu e modernizou sua estrutura no Brasil.